Fugir da Coreia do Norte está cada vez mais difícil

Fugir da Coreia do Norte está cada vez mais difícilFugir da Coreia do Norte está cada vez mais difícil
O Ministério da Unificação da Coreia do Sul divulgou um relatório no final de julho dizendo que o número de desertores da Coreia do Norte caiu ligeiramente no último ano.
Ao avaliar o documento, o analista da Portas Abertas, Daniel, esclareceu que a diminuição de desertores é resultado do regime opressor que aumentou o monitoramento na fronteira chinesa.
“Esses dados são tendenciosos. O número de desertores atingiu o pico em 2009 e, em seguida, diminuiu, estabilizando um pouco abaixo de 1.500 em 2014. A razão parece ser óbvia, é que o regime intensificou os esforços para monitorar a fronteira chinesa. Desertar se tornou muito mais perigoso e complicado”, disse ele.
Outra explicação para essa diminuição no número de desertores seria a situação econômica do país.  “Embora seja verdade que a oferta de alimentos esteja bem reduzida, e que há milhões de cidadãos subnutridos, a situação econômica parece estar melhorando levemente, dando aos desertores menos razão para fugir do país”.
Independente disso, a Coreia do Norte é ainda um país perigoso para os cristãos.  “Eles continuam a ser vistos como inimigos do Estado e o regime político continua com as restrições de sempre. Desde que Kim Jong Un chegou ao poder, o que temos testemunhado são sofrimentos contínuos”, afirma Daniel.

Gospel Prime

Comentários