Britânico encontra 22 mil moedas romanas com mais de 2 mil anos

Homem que trabalha de forma amadora achou conjunto em área particular.

Coleção pode ser avaliada em mais de R$ 390 mil.

Laurence Egerton, de 51 anos, posa com as moedas romanas que descobriu na Inglaterra (Foto: Reprodução/Twitter/British Museum)Laurence Egerton, de 51 anos, posa com as moedas romanas que descobriu na Inglaterra (Foto: Reprodução/Twitter/British Museum)
Um homem que trabalha detectando metais no solo de maneira amadora descobriu um dos maiores conjuntos de moedas do Império Romano já descobertas no território do Reino Unido. Após a descoberta, Laurence Egerton, de 51 anos, dormiu por três dias ao lado das moedas, enquanto arqueólogos as escavavam, com medo de que elas fossem roubadas.
Laurence encontrou as moedas em uma área em Seaton, em East Devon, na Inglaterra. O conjunto possui 22 mil moedas de liga de cobre, que acredita-se que foram enterradas por motivos de segurança, mas nunca recuperadas. As informações são do jornal “Daily Mail”.
Conjunto tem 22 mil moedas de liga de cobre que datam do Império Romano (Foto: Reprodução/The Seaton Down Hoard/British Museum)Conjunto tem 22 mil moedas de liga de cobre que
datam do Império Romano (Foto: Reprodução/The
Seaton Down Hoard/British Museum)
Além de ser o terceiro maior conjunto de moedas romadas encontrado na Inglaterra até hoje, a coleção é uma das mais bem preservadas com origem no século IV.
Laurence fez a descoberta em novembro de 2013, quando trabalhava em uma área privada. “É de longe a maior descoberta que já fiz. Entre eu achar as moedas e os arqueólogos as retirarem, eu dormi no meu carro ao lado do local por três noites”, contou o explorador amador.
Recentemente, ela foi declarada como um “tesouro” pelas autoridades locais, o que permite que ela possa ser comprada por um museu. Antes disso, ela precisará ser avaliada pelo Comitê de Avaliação de Tesouros, um grupo de especialistas que aconselha o Secretário de Estado. Em teoria, a coleção pode ser avaliada em 100 mil libras (cerca de R$ 393 mil).
Segundo especialistas do British Museum, as moedas datam de 260 AC a 348 AC, e possuem a imagem do imperador Constantito e de sua família.
O Royal Albert Memorial Museum, em Exeter, lançou uma campanha de arrecadação de dinheiro para comprar a coleção. 
Fonte G1

Comentários