Mulher de pastor morto conta como perdoou os assassinos

Mulher de pastor morto conta como perdoou os assassinosMulher de pastor morto conta como perdoou os assassinos
O site do ministério Portas Abertas divulgou a história de Takoosh, esposa do pastor Haik Hovsepian, que foi assassinado em 1994 por um grupo de muçulmanos.
O casal fazia missões no Irã onde 98% da população segue o Islã. Haik, que era da Assembleia de Deus, sabia que cumprir seu ministério não seria fácil, mas ele sempre disse: “Não temos que ter medo. Devemos confiar em Deus”.
Takoosh tinha certeza que seu esposo estava pronto para morrer por amor à Deus, o que de fato de aconteceu. Uma noite ele saiu de casa para evangelizar com outros três pastores, um grupo de muçulmanos pediu para que eles assinassem um termo dizendo que não iriam falar de Jesus para muçulmanos, mas eles não aceitaram assinar a declaração e foram mortos.
Por anos Takoosh odiou os assassinos de seu marido. “Eu só tinha ódio em meu coração; ódio por meus inimigos, por aqueles que assassinaram o meu marido”, relatou ela.
“Eu orava apenas com meus lábios: ‘Deus, me dê força para perdoar’, mas antes enquanto eu orava, na minha mente, me via atirando lama nos assassinos do meu marido.”
O sentimento da esposa do pastor assassinado só mudou quando aconteceu um milagre. “Deus me deu força para orar com o meu coração por aqueles que tinham matado o Haik. Eu já não estava orando só com os lábios, mas do fundo do meu coração. Deus respondeu a esta oração e eu comecei a perdoar meus inimigos”.
Fonte Gospel Prime