Lição 12- CPAD- Eliseu e a Escola de Profetas


Pregadores ou pensadores? Em Israel havia várias Escolas de profetas, as mais famosas,
ficavam em Gilgal, Siló, Ramá e Betel, essas escolas eram semelhantes aos seminários teológicos de hoje, seus alunos eram conhecidos como filhos dos profetas, ao que consta Elias o tisbita foi o fundador de muitas delas, lá se ensinava intensivamente o ofício profético, as escrituras, oratória, gramática e até música. A disseminação das escolas proféticas de Elias encontrou forte oposição do rei Acabe e Jezabel, que financiavam a idolatria fazendo Israel errar e mergulhar em uma grave crise espiritual.
Elias o mentor e reitor dessas Escolas, sentiu com pesar os efeitos da apostasia de Israel, viu o seus alunos fecharem matricula, outros desertarem, abandonando a fé no Deus vivo para sacrificar aos ídolos, algumas escolas foram fechadas e seus professores foram mortos, pois também eram profetas (I Reis.19:14; ‘’ Deixaram o teu conserto, derribaram os teus altares e mataram seus profetas ao fio da espada .‘’), compreende-se o porque da fuga de Elias e porque e encontramos sintomas de uma profunda depressão na vida do profeta, não deve ter sido fácil para ele, foram anos terríveis, desapontamento, dor e a frustração de ver a fé do seu povo ser destruída. O que mais me impressiona no profeta Elias não é a mística do seu ministério profético muito menos os sinais miraculosos e seus grandes feitos, e sim o seu bom censo e simplicidade de acreditar na força da educação bíblica e no poder do conhecimento. A educação tem o poder de transformar a vida de um homem, de uma família, de um povo, de uma nação. “O conhecimento enobrece, gera riquezas, e nos impede de errar”; Oséias disse: meu povo erra pois lhes faltou conhecimento, vocês erram porque não conhecem as escrituras nem o poder de Deus, disse Cristo”.O maior inimigo do homem não é a carne nem o diabo, o maior adversário atende pelo nome de ignorância, ela empobrece e embrutece o homem, é com pesar que vos afirmo que a história se repete nos dias atuais, só mudou o cenário, os principais personagens ainda são os mesmos, o roteiro mudou, mais a proposta do filme desta vida é impedir que os homens conheçam a Deus, recentemente um renomado pregador disse que “ A Igreja não precisa de pregadores e sim de pensadores “; ele foi muito feliz na sua síntese, é verdade que há pregadores a granel nas igrejas uns são vocacionados outros são profissionais da fé, poucos são idôneos muitos são picaretas, poucos pregadores vivem o que pregam, muitos pregadores pregam o que não vivem, enquanto muitas heresias, modismos litúrgicos, falsas doutrinas, engendradas no arcabouço do inferno, sorrateiramente são inseridas no seio da igreja, e as mesmas crescem e florescem sem sofrer o mínimo de oposição de seus líderes, o secularismo ganha cada vez mais força contra a igreja, “Despertemos todos nós que dormimos o sono da ignorância”, para enfrentar com argumento e conteúdo da palavra, as ideologias que ameaçam a fé e a pureza da igreja, faço das palavras deste pregador as minhas, a igreja não precisa de pregadores e sim de pensadores, pessoas que pensam, buscam e amam o conhecimento, homens e mulheres comprometidos com o evangelho, pensadores que argumentem e combatam veementemente o secularismo, e pela palavra de Deus venham refutar as heresias e desmascarar os falsos pastores e mestres.
Precisamos de pensadores nos púlpitos, nas tribunas, nas classes dominicais, na nave da Igreja, nos seminários e na sociedade. Por favor, não deixem vossos cérebros na entrada da Igreja, pensem sobre o que está sendo pregado, questionem o que é ensinado, julguem o que foi profetizado, só assim teremos uma Igreja saudável, e uma Igreja saudável cresce naturalmente sem a necessidade de meios humanos.
Elizeu deitou um pouco de sal sobre as águas contaminadas de uma cidade e elas ficaram saudáveis, Jesus disse: ‘’ Vós sois o sal da terra ’’; com o advento da tecnologia os homens aperfeiçoaram a extração do sal, elemento indispensável para a vida do homem, os pregadores de hoje também se aperfeiçoaram na prática do evangelismo enquanto outros se modernizaram, comercializando as almas como se fossem sal, o problema que o sal em grandes quantidades ao invés de gerar vida, produz morte, e torna os alimentos indigestos e desagradáveis, é por isso que encontramos muitas pessoas que não suportam o Evangelho, existem muitas Igrejas evangélicas porém poucas Igrejas cristãs, se formos sal na quantidade adequada nas mãos do profeta certo, as águas da nossa terra, certamente serão saradas!
Elias no ápice do seu sofrimento, se sentindo fracassado por investir em seus discípulos em vão, por que dizia: ‘’ Deixaram o teu conserto, derribaram os seus altares e mataram os seus profetas ao fio da espada e só eu fiquei. ‘’. Então disse Deus: ‘’ - Não Elias! Você não está só, Eu conservei 7 mil que não beijaram os pés de Baal, Eu os preservei no sal que você aspergiu sobre eles, quando eram ensinados nas Escolas proféticas; -Elias sai da Caverna da ignorância, a tua história não acaba aqui, volte pelo caminho por onde veio e faça de Elizeu, filho de Safate, teu sucessor como profeta.
A história narra que todos os avivamentos foram precedidos de profundo e exaustivo, estudo das escrituras; 1°: Antes do pentecoste, os 12 apóstolos, passaram por um intenso seminário teológico de 3 anos com o Próprio Senhor Jesus; 2°: O avivamento aos gentios no primeiro século aconteceu depois que Paulo, intensificou seus estudos bíblicos nos desertos da Arábia durante 3 anos, e posteriormente ficou mais um ano na Igreja de Antioquia com, Barnabé, Lúcio e outros mestres; 3°:O avivamento da Rua Azuza, aconteceu depois do crescimento meteórico das escolas bíblicas nas Igrejas Norte-Americanas.
Elizeu foi o protagonista de um grande avivamento, no seu ministério houve mais milagres do que nos dias de Elias, as Escolas proféticas e os discípulos se multiplicaram, mais tudo isso foi fruto do labor e da fé visionária de um profeta notável, não pelos milagres que operou, mas por acreditar e investir na educação bíblica.
Deus abençoe os irmãos pela atenção, estamos vivendo os dias de Elias, vamos nos esforçar para merecermos o título de ‘’ Pensadores e remanescentes da geração de Elias, os 7 mil que não se dobram perante Baal e beijam os seus pés. ‘’
 FONTE: http://www.adcentralmarilia.com.br

Comentários