ESTUDO PANORÂMICO DOS PROFETAS MENORES



•1-    INTRODUÇÃO
Como Cristãos afirmamos aceitar toda a Bíblia como a Palavra Inspirada de Deus, mas o fato é que a maioria de nós negligencia o Antigo Testamento, e este compõe quase 80% de toda Bíblia. Entretanto, a parte mais negligenciada deste menos conhecido Antigo Testamento é a parte destinada aos Profetas Menores.
Muitos Cristãos não têm a mínima idéia a respeito do conteúdo dos livros dos Profetas Menores e da sua relevância para as nossas vidas nos dias de hoje, apesar de tantos séculos nos separarem.
•2-    QUEM ERAM OS PROFETAS DO ANTIGO TESTAMENTO?
O termo Profetas Menores é devido, unicamente, ao tamanho dos seus livros não tendo nenhuma relação com a relevância de suas mensagens.
  • "....e porei as minhas palavras na sua boca, e ele lhes falará tudo o que eu ordenar(Dt 18:18)".
  • Eram homens espiritualmente sensíveis à voz de Deus, que mantinham comunhão íntima com Ele e que, por isso, falavam em seu nome.
  • No AT, um profeta era alguém chamado por Deus para cumprir uma ou várias tarefas, especialmente a de entregar uma mensagem dEle.
  • Tinha estreito relacionamento com Deus, e que se tornava confidente do Senhor (Am 3:7) - Via o mundo e o povo do conserto sob a perspectiva divina e não segundo o ponto de vista humano.
  • Não somente ouvia a voz de Deus, como também sentia o seu coração (Jr 6:11; 15:16-17; 20:9). Por isso, compreendia, melhor que qualquer outra pessoa, o Propósito, Vontade e desejos de Deus.
  • À semelhança de Deus, amava profundamente o povo. Quando o povo sofria, o profeta sentia profundas dores (lamentações de Jeremias). Almejava para Israel o melhor da parte de Deus (Ez 18:23).
  • Tinha profunda sensibilidade diante do pecado e do mal (Jr 2:12,13,19; 25:3-7 Am 8:4-7; Mq 3:8). Não tolerava a crueldade, imoralidade e a injustiça (Hb 1:9).
  • Tinha uma visão do futuro, revelada em condenação e destruição (Jr 11:22-23; 13:15-21; Ez 14:12-21; Am 16-20,27), bem como restauração e renovação (Jr 33; Ez 37).
  • O Profeta não era simplesmente um líder religioso, mas alguém possuído pelo Espírito de Deus (Ez 37:1,4).
  • Ele Recebia conhecimentos Divinamente revelados no tocante: as pessoas, aos eventos e à verdade redentora.
  • O propósito principal de tais conhecimentos era: Encorajar o povo a permanecer fiel a Deus, e ao seu conserto.
  • Via de regra, era homem solitário e triste (Jr 14:17-18; 20:14-18; Am 7:10-13).
  • Perseguido por falsos profetas que prediziam paz, prosperidade e segurança para o povo que se achava em pecado diante de Deus (Jr 15:15; Am 5:10; Mt 23:29-36; At 7:51-53)
•3-    MENSAGEM DOS PROFETAS DO ANTIGO TESTAMENTO
Tinham como objetivo, tornar clara a vontade de Deus ao povo mediante:
  • Instrução;
  • Correção;
  • Advertência;
O Senhor usava o Profeta para pronunciar o seu juízo antes de este ser desferido.
A mensagem dos Profetas enfatizava três temas principais, são eles:
 A Natureza de Deus;
  • Declaravam ser Deus o criador e soberano onipotente do universo, portanto, senhor da história.
  • Leva os eventos a servirem aos seus supremos propósitos de salvação e juízo (Is 44:28; 45:1; Am 5:27; Hc 1:6)
O PECADO E O ARREPENDIMENTO;
  • Os profetas do AT compartilhavam da tristeza de Deus diante da contínua desobediência, infidelidade, idolatria e imoralidade de seu povo.
  • A mensagem era idêntica a de João Batista: arrependei-vos, senão igualmente perecereis.
  • Falavam palavras severas de justo juízo contra aos transgressores.
  • Prediziam juízos catastróficos, tal como a destruição de Samaria pela Assíria (Oz 5:8-12; 9:3-7; 10:6-15) e a de Jeruzalém por Babilônia (Jr 19:7-15; 32:28-36; Ez 5:5-12; 21:2,24-27).
PREDIÇÃO E ESPERANÇA MESSIÂNICA;
  • Embora o povo tenha sido globalmente infiel a Deus e aos seus votos, segundo o conserto dEle com Abrão, Isac e Jacó, os profetas jamais deixaram de enunciar-lhe mensagem de esperança.
  • Tinham que falar a palavra de Deus a um povo que rejeitavam a sua mensagem.
  • Os profetas do AT eram defensores do antigo conserto e precursores do novo.
•4-    LUGAR DOS PROFETAS NA HISTÓRIA DO POVO HEBREU
"Havendo Deus, outrora, falado, muitas vezes e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, nestes últimos dias nos falou pelo filho" (Hb 1:1-2ª).
A carta aos hebreus continua mostrando a supremacia de Cristo e a sua obra redentora, Isto quer dizer que os profetas do AT são antiquados e obsoletos? É claro que não, muitas vezes ele (autor da carta aos hebreus) faz referências aos Profetas , para mostrar como suas palavras fortalecem a nossa compreensão da Pessoa e Obra de Cristo.
  • Era homes de Deus que, espiritualmente, achavam-se muito acima de seus contemporâneos;
  • Os sacerdotes, juízes, reis, conselheiros tinha cada um, lugar destacado na história de Israel, mas nenhum deles, logrou alcançar a estatura dos profetas.
•5-    CONTEXTO HISTÓRICO
O nosso Deus é o "Senhor da História" e nada foge ao seu controle. Ele dirige o desenrolar dos acontecimentos como um instrumento a serviço de seus eternos propósitos. Ao estudarmos sobre a vida e mensagem dos profetas, devemos considerar tanto o contexto social, cultural, econômico e político, como a narrativa inspirada (Bíblia).
NOS TEMPOS DA DOMINAÇÃO ASSÍRIA
O Egito, no seu apogeu, foi usado por Deus como o Berço da civilização Israelita e a despeito da sua glória e ciência, Deus puniu o Egito (Os Agressores de Jacó), mas, disciplinou também Israel e Judá devido à apostasia, idolatria e ao abandono da aliança com o Senhor;
Neste contexto surgiram mensageiros do Senhor (profetas) conclamando o povo  ao arrependimento, mostrando-lhe que a ascensão dos assírios viera como extensão de Seu próprio braço, caso não se arrependessem. Os mensageiros deste período foram:
  • Oséias (reino do norte) O amor supera a dor;
  • Joel (reino do sul) - O dia do Senhor vem;
  • Amós (reino do norte) - Justiça, retidão e retribuição divina pelo pecado;
  • Jonas (reino do norte) - A magnitude da Misericórdia Salvífica de Deus;
  • Miquéias (reino do sul) - Juízo e Salvação Messiânica;
  • Naum (reino do sul) - Destruição iminente de Nínive ;
NOS TEMPOS DA DOMINAÇÃO BABILÔNICA
Embora tenham atuado como instrumentos nas mãos de Deus, os Assírios foram punidos por sua crueldade e arrogância. Nabucodonosor, visando estender seus domínios, arrasa a cidade de Nínive e marcha implacavelmente contra Judá conquistando Jerusalém, saqueando seu templo e levando cativos seus habitantes;
Mas uma vez vemos Deus agindo por meio da história para que seus intentos e promessas fossem cumpridos. E naquele contexto, os mensageiros foram:
  • Habacuque - Profetizou em Judá um ano após a invasão.
  • Sofonias - O dia do Senhor (grande tribulação), Destruição de Nínive e juízo contra as nações rebeldes;
  • Obadias - Juízo contra os Edomitas;
NOS TEMPOS DA DOMINAÇÃO PERSA
  • Assim diz Ciro, rei da Pérsia: O Senhor, Deus dos céus, me deu todos os reinos da terra e me encarregou de lhe edificar uma casa em Jerusalém, que está em Judá; quem entre vós é de todo o seu povo, que suba, e o Senhor, seu Deus, seja com ele"(2 Cr 36:23).
Após o tempo da disciplina dos Judeus (70 anos) o "Senhor da História" conduziu o reino persa, comandado por Ciro, ao triunfo sobre a Babilônia, a fim de restaurar seu povo.
  • Assim diz o Senhor ao seu ungido, a Ciro, a quem tomo pela mão direita, para abater as nações ante asua face, e para descingir os lombos dos reis, e para abrir diante dele as portas que não se fecharão" (Is 45:1).
Para que a vida em Judá voltasse a normalidade e se preparasse para a chegada do Messias prometido, Deus enviou os três últimos Mensageiros do Antigo Testamento:
  • Ageu - Primeira voz profética após o retorno a Jerusalém (15 anos) - reedificação do templo. Ânimo e esperança em dias melhores.
  • Zacarias - A conclusão do templo e promessas Messiânicas.
  • Malaquias - Atuou em Jerusalém quase um século após o regresso dos exilados ressaltando a característica do verdadeiro culto e dos verdadeiros adoradores.
•6-    MESSAGEM DOS PROFETAS PARA OS DIAS DE HOJE
O estudo dos Profetas Menores vem ratificar a semelhança da situação do povo daquela época com a situação que vivemos nos dias de hoje, conclamando  grande necessidade para uma mensagem Profética que venha denunciar a corrupção, as injustiças sociais, o abuso de autoridade, o afrouxamento dos padrões de moralidade e a frieza espiritual do povo de Deus tão comum na mensagem dos Profetas Menores. E, diante dessa semelhança, podemos afirmar com bastante convicção que: OS PROFETAS DE ONTEM FALAM HOJE.
Fonte de pesquisa: Editora cristã evangélica - revista de ebd (os profetas de ontem falam hoje).
Fonte: Ebtm - Professor Davi (Classe de Jovens e Adultos)

Comentários