Muçulmanos lançam rede social para concorrer com Facebook


Salam World pretende reunir 50 milhões de usuários em três meses
por Leiliane Roberta Lopes


Muçulmanos lançam rede social para concorrer com Facebook
Para atrair muçulmanos e censurar o conteúdo considerado incompatível para os seguidores do Islã, um grupo de empresários resolveu criar uma rede social parecida com o Facebook que deve ser lançada em julho.
Chamada de “Salam World” a rede social vai impedir que conteúdos com pornografia, anúncios de bebidas alcoólicas e outros assuntos proibidos para os muçulmanos sejam compartilhado.
O conselho executivo desse site é formado por representantes de 17 países muçulmanos, mas o conceito é baseado na Turquia. Junta-se a eles outros especialistas de 12 países que ajudam com ideias sobre como o site pode se tornar ideal para os jovens muçulmanos.
Pelos estudos feitos por esses executivos deu para perceber que, por exemplo, na Malásia o Salam World poderá fazer muito sucesso, pois mesmo tendo uma sociedade muito conservadora o país tem muitos jovens.
Os objetivos dessa rede social são ambiciosos, eles acreditam quem em três meses terão 50 milhões de usuários e assim poderão concorrer com o Facebook e com o Twitter, que são sites de relacionamentos já popularizados, mas que não possuem nenhum tipo de censura.
Com informações UOL

Comentários